3 de julho de 2012

Corações doces

Após termos recebido a notícia da partida da minha mãe, apanhámos o 1º avião para Lisboa, na manhã seguinte. Durante a viagem Açores/Lisboa, é servido um pequeno lanche: uma sandes, um sumo/café e um pequeno bolo. Como a viagem tem a duração de 2h30, ao que acresce o tempo que estivemos no aeroporto antes de embarcar, normalmente nunca sobra nada daquele lanche (e mais houvesse). As crianças até só costumam comer o bolo e apenas petiscam a sandes, pois esta leva quase sempre coisas que eles não gostam: patês, atum, picles e coisas do género. Pois, para meu espanto, o meu filho mais velho pegou no bolo e guardou-o naquele saquinho que nos dão para o caso de uma agonia. Perguntei-lhe porque fazia aquilo e respondeu-me que queria guardar o bolo para dar ao avô. Disse-lhe que comesse o bolo descansado (eu sabia que ele estava desejoso por comê-lo) e que depois comprávamos outro bolo, numa pastelaria, quando chegássemos ao Continente. Mas ele não aceitou. “Eu quero dar o meu bolo ao avô porque ele está triste.” Quando chegamos ao pé do avô, entregou-lhe o bolo (todo amassado) e o avô, que ficou muito tocado pelo gesto dele, comeu-o no momento! A satisfação do meu filho foi absoluta.

Desde que regressamos do Continente, tenho-me apercebido de uma frase diferente nas orações do meu filho: “Senhor, abençoa o avô que agora vive sozinho”.

São pequenos pormenores que vou guardando no meu coração, agradecida a Deus por estes traços de caráter do meu filho, um “coração doce”, como diz o avô.

Já a minha filha, que é mais nova do que o irmão, tem outra noção das coisas. Mas acho curiosa a serenidade e a alegria com que ela diz a toda a gente que a avó foi viver com Jesus, no Céu. E nem está nada aborrecida com isso, acha naturalíssimo e diz que um dia quando for velhinha também vai morar para o Céu. A sua atitude é um exemplo para mim, um refrigério.
Dou muitas graças a Deus pelos meus filhos.

6 comentários:

Dulce disse...

São o vosso espelho. E eles próprios, claro. E Deus neles.

Patrícia disse...

Queridos :)

manuela saturnino disse...

Amo os meus sobrinhos <3 saudades deles, tuas, vossas. Deus convosco e a firme certeza de que a mamã está com o Pai Celestial. Beijinhos

Ana Rute Oliveira Cavaco disse...

:)

Raquel Úria disse...

Não és só tu. Damos todos muitas graças a Deus pelos teus filhos!
Beijinhos.

Nani disse...

Que doces!