27 de setembro de 2007

A minha rica sala...

Pai: " Filho, o que é isto?"
Ele (todo orgulhoso): "É o Viky!" ( de "Viky, o pequeno golfinho")

Pai: " E aqui?"
Ele: "É outro Viky!"
(Não houve uma parede da sala que tivesse escapado... snif, snif...)

Só por amor a Ti

Há dias difíceis. E os dias que antecedem grandes vitórias são sempre especialmente difíceis. Hoje já tive de respirar fundo algumas vezes. Que Deus fortaleça os Seus filhos neste lugar. É o que eu Te peço hoje, Pai.

Bons investimentos

Filho: "A mamãin?" (mamã)
Pai: "Foi ao tostão. E a mamã vai ganhar tostão para comprar o quê?"
Filho: "Pupa (chupa-chupa), coneto (corneto) e baiões (balões)."
(isto é que é dinheiro bem gasto, na perspectiva de uma criança...)

26 de setembro de 2007

Educação paterna - continuação

O bolo do 2º aniversário

A t-shirt que usou na festa

Problemas bons

Ontem, apercebemo-nos que a nossa igreja não tem batas suficientes para os baptismos do próximo Domigo.

25 de setembro de 2007

Terra Prometida

Pensando em tudo o que temos vivido neste lugar, tenho por vezes a sensação de que, tal como Josué e Caleb, somos uns privilegiados, pois temos tido a “sorte” de pisar a “terra prometida”. Há mais de trinta anos que o Evangelho vem sendo anunciado nesta pequena ilha. Durante todo este tempo, Deus tem mantido as portas da igreja abertas, muitas vezes sem nenhum pastor para liderar o trabalho, durante anos a fio. Puro milagre. Diferentes gerações de pastores e missionários, de várias nacionalidades, têm passado por este lugar, tendo lutado muito e deixado a sua marca. Um desses homens foi Diné Lóta, o meu primeiro pastor, que me baptizou no Continente. O mesmo que um dia me perguntou se eu não gostaria de vir a ser esposa de um pastor. E agora, o meu marido e eu, temos tido tantas vitórias e uma colheita tão bonita, que ficamos muitas vezes deslumbrados com o que Deus faz neste lugar e com o amor que Ele tem por estas pessoas. Temos batalhado muito, mas também temos colhido alguns frutos que não fomos nós que semeámos. Alguns demoraram mesmo dezenas de anos a germinar. Temos recebido respostas a orações que vinham sendo feitas há muitos anos. E ao pensar em todas estas coisas fico maravilhada. E, dentro de mim, acredito que isto ainda não é a “terra prometida”, mas apenas uma visão longínqua daquilo que Deus tem preparado para aqueles que Ele ama.
(E Deus ama muito o Faial)

23 de setembro de 2007

O momento alto da festa

Depois de vários dias a tentar ensiná-lo a soprar, a empolgação do momento acabou por falar mais alto...

22 de setembro de 2007

Agradecimento

Graças aos vídeos do youtube, ele come sopa,segundo e sobremesa sem pestanejar. (Happy Hippo Pat e Stanley Think Aretha Franklin spot)

21 de setembro de 2007

Faz hoje 2 anos...

...que Deus nos entregou um tesouro.

20 de setembro de 2007

Quando eu pensava que já nada mais me surpeendia...

O meu marido dirigiu-se à caixa central do híper e pediu à funcionária que lhe trocasse uns troquinhos que ele tinha por uma moeda de 50 cêntimos, para o carrinho de compras. (E agora, senhores e senhoras, segue-se um diálogo surreal...)
Fucionária: "Os nossos carrinhos só aceitam moedas de um euro!"
Marido (recolhendo as moedas): "Então, deixe estar, eu levo um cesto..."
Funcionária: "Não, deixe estar, eu empresto-lhe uma moeda de um euro!"
E assim foi.

As crianças dão o exemplo

Uma das coisas que aprecio nos desenhos animados do Noddy é a personagem Boneca Dina, a vendedora de muffins. Ao contrário do que acontece, por exemplo, com os pivots de telejornal em Portugal, no Noddy há espaço para uma personagem de raça negra.

19 de setembro de 2007

5 Filmes

Durante anos, tenho tentado lembrar-me do nome de um filme que vi na televisão e de que gostei muito. Graças ao desafio da Alê, consegui descobrir que o nome é “Shadowlands” (que também é um dos filmes preferidos da Alê).
Agora faltam-me apenas indicar outros quatro filmes de que tenha gostado. Aqui vai: “The Color Purple”, “As Good as it Gets”, “Mona Lisa Smile” e “Driving Miss Daisy”. Todos eles contam a história de pessoas cujas vidas foram mudando ao longo da trama do filme, ou por causa de acontecimentos adversos, ou por causa de uma amizade, de um amor, ou da fé em Deus. No fundo, todos eles me fizeram pensar.
Passo este desafio a: Daniela e Portucale.

18 de setembro de 2007

Parabéns, caloiro!

Quem foi estudante de Coimbra nunca mais consegue deixar de se sentir como sendo "de Coimbra". Coimbra será sempre minha. O seu encanto fica-nos agarrado à pele (e ao coração). Por tudo isto, não posso esconder a minha satisfação (e bába) pelo facto do meu cunhado ter sido colocado na Universidade de Coimbra. Que tenhas um percurso académico muito abençoado e feliz!

17 de setembro de 2007

Festa no Céu

Ele tinha ficado de pensar se era mesmo este o caminho que queria seguir. Foi o que nos disse no acampamento, após ter percebido claramente o que é deixar que Cristo seja o Senhor da nossa vida. Tanto o meu marido como eu, achámos que ele tinha tomado uma decisão prudente. A fé não pode ser apenas emoção. Ontem, no culto, decidiu entregar-se ao Senhor. Este açoriano tem 16 anos. É fruto do ministério dos adolescentes (e digo "dos" e não "com os" porque os adolescentes têm feito, eles próprios, o seu ministério). A Deus toda a glória por esta vida tão preciosa!

O maior consolo

Estes últimos dias foram talvez os mais tristes do nosso ministério. Na sexta-feira, ao início da tarde, o Faial despediu-se em peso do Natanael. Apesar de ser um dia de semana, em pleno horário de trabalho, o templo da nossa igreja foi pequeno demais para abarcar as pessoas que vieram assistir ao culto fúnebre, tendo muitas delas ficado de pé, junto à porta, e outras mesmo na rua, apenas ouvindo. Para muitas delas, esta foi a primeira vez que entraram numa igreja evangélica e que assistiram a um culto. Na primeira fila estava o açoriano e a sua esposa. Foi uma cerimónia muito bonita e emotiva, em que o Evangelho foi uma vez mais anunciado. Quem assitiu achou tudo "muito diferente" e que "nem parecia um funeral, mas uma festa", pois todos sairam de lá muito mais leves e consolados. E o nosso maior consolo é saber que o nosso irmão está com Deus.
(E o nosso maior desejo é que todas aquelas pessoas também possam vir a crer neste Bom Deus)

13 de setembro de 2007

Natanael

Como todos os imigrantes, veio para o nosso país à procura de uma vida melhor. E encontrou-a, nesta pequena ilha. Era riquíssimo, pois tinha-se reconciliado com Deus. O Natanael partiu ontem para o Céu, aos 43 anos. Em nós fica a recordação do irmão que sorria com o rosto inteiro (até os seus olhos sorriam). Até um dia, querido irmão!

12 de setembro de 2007

30

(E porque este não é apenas o meu dia, mas o nosso dia: muitos parabéns, mamã!)

11 de setembro de 2007

Pela 1ª vez


Ontem à noite, o meu filho disse-me pela 1ª vez que me amava.

Logo a seguir, partiu-me os óculos, mas nem me importei.

Açorianização (continuação)

Na padaria, ouço o meu marido pedir à empregada: “Queria um pão de chouriço, por favor:”
Eu: “Um quê?” – perguntei boquiaberta (nem queria acreditar no que estava a ouvir).
Ele: “Um pão de chouriço.” – reafirmou convicto.
Eu: “DE chouriço ou COM chouriço?” – perguntei-lhe já perdida de riso…
Ele: “Pois, tens razão…’de chouriço’ é como eles (faialenses) dizem!”
(Pelos vistos, não são só ‘eles’ que o dizem…:)

10 de setembro de 2007

Encontro

Depois de mais um dia difícil a nível de emoções, o meu marido convidou-nos (a mim e ao mais pequenino) a dar uma caminhada junto ao mar. Eram já umas nove e tal da noite. Como de costume, é praticamente impossível não encontrarmos ninguém conhecido quando saímos à rua. Desta vez, encontrámos um rapaz, açoriano, na casa dos trinta, que é muito amigo do Natanael. Estava visivelmente abalado com tudo o que se está a passar. Disse-nos que o amigo lhe falava muitas vezes acerca das diferenças entre a sua religião e a religião católica, nomeadamente acerca dos santos e das procissões. Disse-nos que, desde há cerca de cinco anos, a tradição católica deixou de fazer sentido para si. Confessou ter muita vontade de ir à nossa igreja, mas está consciente que se entrar dentro da igreja evangélica, o seu pai vai saber disso nesse mesmo dia. A certa altura, disse estas palavras ao meu marido: “O senhor desculpe não o tratar por “pastor”, como toda a gente o trata, mas, para mim o senhor é essencialmente uma pessoa amiga. E eu quero dizer ao senhor que se eu for à sua igreja, e gostar do que vir, e quiser lá continuar, vou perder a minha família toda.” E continuou: “Eu tenho alguns amigos que são da sua igreja e, das duas uma, ou eles estão todos malucos ou então sou eu que estou maluco. Por isso, diga-me a que horas é a missa, porque eu quero mesmo lá ir.”
(Domingo, esperamos por ti, açoriano.)

8 de setembro de 2007

No vale

Desde 4ª feira passada que tenho a sensação de que estamos a viver um pesadelo e que, quando acordarmos, vamos ficar todos muito aliviados por tudo não ter passado de um sonho. Mas, infelizmente, esta situação é mesmo real. O Natanael está mesmo, aos poucos, a deixar-nos.
Há situações na vida que são impossíveis de serem vividas sem dor. E se há dor difícil de suportar é esta de termos de nos separar de alguém que amamos.
Tudo está nas Tuas mãos, Senhor! Que a Tua vara e o Teu cajado nos consolem, enquanto passamos por este escuro vale.

7 de setembro de 2007

Para reflectir

video

Sem palavras...

A tribulação que estavamos a passar, chegou ao fim. Pela graça de Deus, tudo terminou bem, houve perdão e ninguém se afastou da igreja. Agradeço a todos os que oraram por nós.
Diz-se que "depois da tempestade vem a bonança", porém, uma nova tempestade caiu sobre as nossas cabeças. Ontem, um querido irmão nosso foi vítima de um acidente de viação e encontra-se agora em coma profundo.
Nestes momentos, as palavras escasseiam-nos...
O nosso coração está agora com este irmão, com a sua esposa e duas filhas menores. A oração é tudo o que nos resta...

5 de setembro de 2007

Parabéns

Setembro é, sem dúvida, o mês dos aniversários. Estou a iniciá-lo com 29 anos e vou sair dele trintona. Vai ser também o aniversário da minha mãe, do meu filho, do meu sogro, de uma tia minha, de uma tia do meu marido, de um primo e de 9 amigos (e tenho a certeza que não me estou a lembrar de todos...). Este é até o mês do aniversário da nossa igreja. Mas, hoje, dia 5, é um aniversário muito especial: o dos nossos afilhados de casamento (que, por sua vez, são os padrinhos do nosso filho). Muitos parabéns, Tiago e Margarida! Que Deus continue a abençoar muito o vosso casamento. Estão nos nossos corações (e nas nossas orações).

4 de setembro de 2007

Isto é que são acampamentos :)

(Pormenor do pequeno-almoço do acampamento)

Acampamento de verão

O acampamento deste ano contou com a participação de 32 crianças e adolescentes, oriundos das ilhas do Faial e do Pico. Também tivemos entre nós dois jovens da Igreja Baptista de Queluz (Sérgio e David) e uma jovem da Igreja Baptista de Angra, líder da APEC nos Açores (Clara), que vieram ajudar-nos muitíssimo neste acampamento. Acabou no domingo, mas já todos sentimos muitas saudades. Quatro meninas entregaram a sua vida a Jesus!
(Para mim, um dos momentos mais especiais deste acampamento foi a visita que a minha amiga e colega de gabinete nos fez. Um beijinho muito especial para ti, Marta)

Sotaque (mais um episódio)

Como de costume, ao final da tarde, vou buscá-lo à ama. Desta vez, o pai de um outro menino que também anda na ama, chegou ao mesmo tempo do que eu. Quando começámos a subir as escadas, o meu filho, lá de cima, avistou o pai do colega e começou a dizer muito alto para o amigo (com um sotaque apuradíssimo): "É tê pai! É tê pai!"