3 de janeiro de 2014

2013

O ano de 2013 será sempre por nós recordado como o ano em que deixámos os Açores e viemos para Queluz. Um ano de profundas mudanças. Mas, é incrível, que olhando para trás, vemos claramente a Mão de Deus em todo este processo. No dia 8 de fevereiro, descolávamos da pista da ilha do Faial, de mãos dadas e cabeças curvadas em oração, agradecendo a Deus pelos 8 abençoados anos de serviço naquele lugar. Enquanto a ilha ía desaparecendo entre as nuvens, lágrimas caíam do nosso rosto, as quais tentávamos disfarçar, por causa dos nossos filhos. Foram anos muito felizes aqueles oito. Grandes coisas fez o Senhor e sabíamos que iria continuar a fazer. Volvidos quase onze meses, temos notícias tremendas sobre a obra que o Senhor continua a fazer no Faial. O pastor Ismael Couto realizou quatro baptismos este ano e novas vidas têm sido acrescentadas àquela igreja, nomeadamente a vida do bebé Eli, filho do pastor Ismael e da sua esposa Liliana, nascido em dezembro. Quando aterrámos em Lisboa, um grupo de irmãos de Queluz esperava por nós no aeroporto, para nos abraçar, apoiar, demostrar amizade e carinho. E tem sido assim até hoje. Minto. Tem aumentado cada vez mais. Queluz é uma igreja muito querida. E falo de coração aberto. Damos muitas graças a Deus por esta igreja. Temos sido muito felizes aqui, servindo ao Senhor, servindo estes irmãos e a comunidade. Deus tem cuidado de nós, das crianças e até do meu emprego Ele cuidou (um milagre). Amamos já muito estes irmãos e à medida que os vamos conhecendo melhor, as suas especificidades e as suas lutas,  ainda sentimos mais amor por eles.   Deus fez coisas tão lindas ao longo deste ano. E acredito, sinceramente, que melhor está para vir. Que 2014 seja um ano de grande colheita para glória de Deus!