9 de fevereiro de 2010

Colorido

Estava a ter um dia de trabalho intenso. Sobre a minha secretária estava um mar de papéis. Sentia-me exausta. Concentrada, ao computador, fazia uma exposição complicada. Nisto, apercebo-me que um senhor, já de idade, me entrara pelo gabinete dentro e estava mesmo ali à minha frente, parado, com um saco na mão. Nunca o tinha visto antes. Paro o que estava a fazer, olho para o senhor e, num gesto muito rápido, mete a mão ao saco, retira de lá quatro tangerinas, deposita-as sobre a minha secretária e diz-me: “toma lá, menina”. Num gesto ainda mais rápido, vira-me as costas e vai-se embora, obrigando-me quase a gritar “…ó senhor, muito obrigada…”, já ele seguia pelo corredor fora. Embasbacada com este episódio, levanto-me e vou até ao gabinete do lado para contar às minhas colegas o que me acabava de acontecer, quando reparo que, cada uma delas, também tinha um punhado de tangerinas sobre as suas secretárias. Foi então que as minhas colegas me contaram que aquele senhor é utente do nosso serviço e quis, na sua singeleza, demonstrar gratidão pelos serviços prestados. E com este pequeno episódio, fiquei a sorrir o resto do dia. Um pouco de colorido num dia cinzento.

2 comentários:

Steffi de Castro disse...

Incrível como pequenas atitudes, singelas, porém belas, têm o poder de nos alegrar e nos dar forças para sobreviver a mais um dia.

vera disse...

As vezes uns miminhos sabem bem quando se trabalha :)