1 de maio de 2013

Famílias

Quando sabemos que o fim dos nossos dias está próximo, somos levados a fazer um balanço do que foi a nossa história e reconhecemos aquilo que é realmente importante na vida. Há mais ou menos um ano atrás, estava eu sentada à cabeceira da cama da minha mãe, ouvindo-a falar sobre a sua experiência como mãe de três filhos, quando, a certa altura, disse-me muito emocionada que lutou muito, mas que gostava de poder ter feito ainda mais pelos filhos. As mães pensam todas assim. Mas, no caso da minha mãe, aquilo que é mais importante nesta vida ela conseguiu dar aos filhos. "Mamã, tu fizeste um bom trabalho. Deus deu-te três filhos e todos eles são crentes". Senti o seu assentimento no sorriso emocionado que me devolveu. Uma das coisas que gosto muito na Igreja de Queluz é de ver pais, com os filhos e netos juntos nos culto, partilhando bancos. Mais ainda, alguns desses pais são também eles filhos e até netos de crentes fiéis, que já partiram para o Senhor. Isto é uma bênção muito grande, ver as crianças e os jovens a crescer sob o ensino bíblico, inseridas em famílias cristãs. Há exceções, é certo. Mas as famílias da igreja começaram, há cerca de uma semana atrás, a orar umas pelas outras. Cada família ora por outra família. Cá em casa oramos pela família do irmão Vicente. Por isso, acredito que Deus há-de completar a obra que iniciou em cada lar. E, no Seu tempo, mais vidas serão alcançadas pelo amor transformador de Jesus.

4 comentários:

Dulce disse...

Podemos fazer outra permuta: vocês oram por mim, eu oro por vocês. Gosto muito de vocês! <3

Avozinha disse...

Amen.

Anónimo disse...

É bom que as familias sejam crentes.

Mas igrejas com familias completas, por vezes é dificil para um novo crente se integrar.Principlamente quando nés o unico da tua familia a seguir esse caminho.

As pessoas conhecem-se à muito têm laços.

Pore acaso os crentes mais porreiros que conheci são de queluz.




Não é uma critica, apenas uma observação.

Deus esta convosco na igreja de queluz.

erva doce

Adriana disse...

Podemos sim, Dulce! Com muito gosto :)

Obrigada, Erva Doce :)