30 de setembro de 2013

Feliz

Por estes dias, fui à reunião da escola da minha filha. Ali chegada, a educadora chamou a atenção dos pais para uma mesa que estava repleta de desenhos das crianças e pediu-nos que tentássemos descobrir qual era o desenho do nosso filho. Aproximei-me da mesa e vi que cada desenho tinha escrito no cabeçalho “Quem sou eu?” e depois, no rodapé, dizia: “Eu sou…” e tinha 2 ou 3 adjectivos que as crianças disseram sobre si próprias. Depois de olhar um pouco para os desenhos, houve um que me pareceu corresponder ao traço da minha filha, mas os adjectivos que acompanhavam o desenho fizeram-me hesitar. Os adjectivos eram: “(Eu sou) bonita e feliz!” Hesitei pelo seguinte: a minha filha tem sido a que mais tem “sofrido” com a nossa mudança dos Açores para cá. Ela é muito ligada às pessoas e é muito “açoriana” também. Por diversas vezes, tem-nos perguntado quando é que as nossas “férias” no continente acabam; diz frequentemente que tem saudades dos amigos, da escola e da igreja do Faial; lamenta-se que esta “ilha” não é tão bonita, enfim, ela tem muitas saudades daquele que era o seu pequeno mundo. E para mim, como mãe, é uma dor ouvir estas coisas. Felizmente, já não chora, como aconteceu no princípio. Mas, isto talvez seja aquilo que mais me tem custado nesta fase de adaptação. Tento sempre explicar-lhe, com muita calma, que a nossa vida agora é aqui, que estamos a servir a Deus neste lugar, e que aqui há tantas coisas boas… Ela parece ficar convencida, mas sei que, volta e meia, torna a lamentar-se pelos Açores. Pois bem, voltando aos desenhos, decidi não arriscar, e peguei noutro desenho que ali estava, mas quando virei a folha para ver o nome do seu autor, dizia “Rafaela”. Pousei o desenho muito depressa e corri para agarrar aquele que tinha visto em 1º lugar. Virei-o e lá estava, bem escancarado: “Mariana”! Fiquei TÃO emocionada… Senti um calor no rosto, os meus olhos encheram-se de água… “A minha filha é feliz!”, pensei eu, “Ela é feliz neste lugar!!!” (Só me apetecia contar a toda a gente!) Acho que nem me consegui concentrar bem na reunião, pois só pensava no desenho… “F-e-l-i-z”! Deus é bom em todo o tempo! É fiel! Cuida de todos os pormenores. Ela só tem saudades dos Açores, só isso. Mas é FELIZ! Deus seja louvado! Que sejas sempre feliz, filha, sempre! A nossa felicidade está no Senhor.

9 comentários:

Patrícia disse...

Minha riquinha <3

Avozinha disse...

Também nós ficamos felizes por ela se definir como feliz, já que estamos mesmo felizes com a presença dela entre nós, dos manos e dos papás.

Eunice Bento disse...

Obrigado por teres partilhado este "pequeno" e ao mesmo tempo tão grande testemunho.

Filipa disse...

:) tão bom!

Ana Rute Oliveira Cavaco disse...

:)

Dulce disse...

Eu não tenho palavras para ti, Adriana, e isto acontece-me tantas vezes! És linda, e espero que FELIZ também.

E gosto muito da Mariana. Que bom que ela é feliz, e que sabe que é (muito) bonita.

Adriana, vcs não querem adoptar-me? :)

Adriana disse...

És querida Dulce! É Jesus que nos faz felizes. Abraço apertado.

Raquel Henriques disse...

=) que bonito!

Isabel Araújo disse...

Querida Adriana, também estou feliz! Por Deus, que vos tem abençoado; pela Mariana, que é sensível,por "ver" que onde Deus a coloca há felicidade; por ti e pelo Rui, por se deixarem conduzir por Deus.
Abraços fortes a todos os 5 Sabinos.